quarta-feira, 6 de novembro de 2013

O sorriso inimitável...



Marco parco não senhor!
Na verdade a liberdade
na lança de uma nação
empunhada em punho forte
apartando o Apartheid 
que, sem segredo, segrega
envergonha, qual peçonha,
e se espalha feito palha
que levada ao vento leva
influência da doença
cujo efeito, o preconceito,
contamina e mina a glória!
Mas ao instar na História
não há cela nem procela
que detenha e a ele tenha
preso, privado pra sempre!
Vinte e sete certos anos
e ei-lo! Diga lá Madiba!
Viva a vida! Enfim vitória!

Um comentário:

Andre Brum disse...

No mundo e na vida existem realmente heróis.
Não são fábulas apenas, todos os contos sobre cavaleiros brancos, vestindo armaduras, brandido lanças que às vezes, nem são lanças, são só palavras... às vezes, nem tão brancos... às vezes, nenhuma armadura os protege...
São assim os verdadeiros heróis das verdadeiras histórias: Nem tão belos... nem tão fortes... as vezes, apenas homens de bem...
“Y have a dream my friend… “

Belíssima poesia.