sábado, 30 de novembro de 2013

Oni (potente, ciente, presente)! D’us Santo!

Vindicar a D'us é blasfêmia! D'us é maior que compreendemos. Acreditar que D'us foi prejudicado de alguma forma por um poder terreno é muita ingenuidade! A intercessão de Cristo nunca cessou, nunca foi prejudicada, se não estaríamos arruinados! Abram os olhos Remanescentes!




Um comentário:

Andre Brum disse...


série de poesias, não apenas belíssima, mas corajosa.

Eu ia dizer: confissão implícita de aceitação da verdade, mas é, na verdade, explícita mesmo.

Implícita mesmo é a carga emocional de quase cinco mil anos de tradição, desafiados pelo TESTEMUNHO corajoso.

Deus te abençoe abundantemente em Cristo Jesus, meu irmão