sábado, 13 de outubro de 2012

Incompreensível...



Ah! Ele Causador da própria vida,
certeza do cuidado sempiterno,
derrama sobre nós poder superno
e põe no mal a certa e forte brida!

A Sua natureza é tão querida
por mim e por quem não vê no externo
razão que justifique ódio hodierno...
Reparta cada bênção concedida!

Amigo, a rapidez que Ele mergulha
em busca da ovelha desgarrada
é algo a que não se compara nada!

Aquele que perdido,  qual agulha
no palheiro da vida, oh! sofre e arrulha,
mas a dor não Lhe entrega:  alma coitada...

Ronaldo Rhusso


 

Um comentário:

Dulce Morais disse...

Ronaldo, muito intenso e tão sensível! Adorei!