quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Que estranho!


Oh! D’us tu não existes, dizem eles…
Então falo sozinho nessa hora?
Mas tu disseste tanto a mim agora
e, então, eu deveria crer, D’us, neles?

Em Teus conselhos, oh! Diferes deles
que vão, quais “sábios” por aí a fora,
falando e nada dizem, vão embora
levados pela morte, vão aqueles...

E Tu que não existes permaneces
cuidando desse mundo que se rende
e ao Mal por preço baixo , oh! D’us, se vende!

Eu louvo-Te porque às minhas preces
Tu ouves e de mim nunca te esqueces
(que pena! Mais um leu e não compreende)!

Ronaldo Rhusso


Um comentário:

✿ chica disse...

Maravilha,Rhonaldo e muito bom te ver! Darei i recado à minha mãe.Ela vai gostar! abração,tudo de bom,chica